segunda-feira, 30 de março de 2009

é caso para dizer...e o povo pá?

4,08% DO CAPITAL DA SAD DEVOLVIDO A LUÍS FILIPE VIEIRA




http://www.youtube.com/watch?v=pZonZntFU7Y

Grande mergulho!

Este deve ser familiar do Lucílio...

video

Nem sequer viu o fora-de-jogo...!

Por quem torcer no Mundial 2010?

Depois do jogo com os suecos a pergunta que me ocorre é "A quem darei o meu apoio no Mundial 2010?".
Ao Brasil, povo irmão? À Argentina pela magia Maradona e Messi? À Holanda pelo futebol espectáculo?

Logo agora que começava a habituar-me a torcer por Portugal nas fases finais...

sábado, 28 de março de 2009

Vamos a eles!!!

Falta menos de 1 hora.

Os suecos têm mandado umas bocas a ver se nos enervam, dizendo que a pressão está sobre nós, que se perdermos estamos arredados da fase final, que o CR7 atira-se muito para o chão. No entanto, acho que lhes vai sair o tiro pela culatra. Quando picam os tugas desta forma o efeito é o inverso : unimo-nos e concentramo-nos com o objectivo de mostrar a quem nos "bota abaixo" que somos bons.

Não sei quem o prof vai colocar a jogar, mas espero atitude e vontade de vencer.

Por isso, vamos para cima deles como se eles fossem elas( as suecas ).

Previsão : 3-0 para nós!

quinta-feira, 26 de março de 2009

E depois do adeus

Está a terminar o prazo de validade para discussões à volta da Taça da Liga deste ano, com a aproximação do jogo da selecção da FPF, por isso deixo aquele que deverá ser o meu último comentário sobre o assunto.

No ano passado escrevi algures, ainda antes da final, para não ser como a raposa das uvas verdes, que esta competição só teria futuro êxito se houvesse jogos entre os grandes na final. Com a palhaçada e a batota descarada deste ano, que levaram primeiro às meias-finais e depois à vitória o Benfica, provou-se que nem assim.

Mas a edição deste ano ficou ferida de morte ainda antes disso. Primeiro pelo antidesportivismo morcão, que apresentou uma segunda linha em Alvalade (ainda assim mais cara do que a equipa principal do Sporting), que saiu esmagada por um resultado que acabou por ser lisongeiro. Esta desistência, que teve pelo menos o mérito de ser assumida, mostrou também que a lenda urbana que diz que o Porto tem sempre um banco fabuloso e faz contratações sempre acertadas não tem, pelo menos este ano, fundamento. Por outro lado, mostrou que o crime não compensa: com o pretexto de poupar a equipa para o jogo com o Benfica, o Jesualdo acabou por ser humilhado nos dois jogos. No primeiro pelos números (ainda assim simpáticos para o que se passou em campo). No segundo pelo empate conquistado em casa perante uma equipa muito inferior, e mesmo assim tendo necessitado da preciosa ajuda do árbitro. De pouco lhe valeu, portanto, ter arrastado na lama o prestígio do clube dos corruptos.

Depois pelas falcatruas que tiraram o Belenenses das meias: o resultado falseado no Galinheiro, primeiro, e uma interpretação delirante dos regulamentos, provando que a iliteracia começa a assumir proporções preocupantes nesta triste horta à beia-mar entornada.

Assim, para o ano espera-se uma de duas coisas: ou o enterro desta tacinha a que nenhum dos grandes dá qualquer importância (o protesto sportinguista à roda das arbitragens tem mais que ver com o que resta da Liga Alcoolemia), ou que os grandes finalmente lhe comecem a dar algum valor. Como não me parece que aconteça nem uma coisa nem outra, cheira-me que vamos ter mais do mesmo: regulamentos ignorados, arbitragens a roçar o escândalo, segundas linhas a arrastarem o frete pelos relvados.

Dixi.

A estúpida

A estúpida semana após semana vem escrevendo barbaridades no jornal onde seu pai fez nome. A palermice desta semana refere-se à final da taça da liga.

Não sei o conteúdo do artigo porque não compro esse pasquim. Apenas me fico pela 1ª página disponibilizada na web.


Diz ela que a final deveria ter sido com o Rio Ave, referindo-se certamente ao tal fora-de-jogo do Vukcevic no jogo nos Arcos.

Os papalvos lamps que lêem este pasquim até podem agora estar nas tascas ou cafés, enquanto tomam o pequeno-almoço (penalty de tinto e a chamuça ), a repetirem esta anormalidade para disfarçarem o que se passou no sábado.

Mas quem está minimamente atento sabe que o Sporting em nada necessitava dessa vitória para passar a fase de grupos e que quem foi levado ao colinho foram os vermelhos nos jogos em Guimarães e na estrumeira contra o Belém.

Cada vez mais vou percebendo o porquê da alcunha que esta senhora tem : Psycho Bitch

quarta-feira, 25 de março de 2009

Profiláctico

Segundo o maisfutebol, Carlos Queiroz castigou Bruno Pereirinha e Rui Pedro, desconvocando-os dos próximos jogos, pela forma como decidiram marcar a grande penalidade, ontem, no jogo contra Cabo Verde.

Pode até considerar-se uma medida drástica, mas penso que o objectivo profiláctico da medida é positiva para estes jogadores e para outros que viram o lance.

É certo que o que fizeram não é ilegal, mas não é "bonito". Acho mesmo que é uma falta de desportivismo e de respeito pelo adversário, seja feito pelo Cruyfft, Henry ou "Manel Jaquim".
http://www.maisfutebol.iol.pt/noticia.php?id=1051918&div_id=1304




Caneco da cerveja!

Padre recusa baptizar "Lucílios"

A polémica em torno da arbitragem da final da Taça da Liga entre Sporting e Benfica chegou à Igreja quando um pároco em Lisboa, fervoroso sportinguista, anunciou que não irá baptizar meninos com nome Lucílio.

"Aproveito para vos anunciar que, enquanto for responsável por esta paróquia, não faço intenções de baptizar nenhum menino chamado Lucílio. Queiram dispor para tais propósitos dos serviços de uma paróquia vizinha", anunciou domingo o padre João José Marques Eleutério antes do tradicional "Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe".

Na missa dominical, celebrada todos os domingos às 12:30 na igreja do Rato, o pároco manifestou-se assim "incomodado" com a arbitragem de Lucílio Baptista no jogo da Final da Taça da Liga.


É bonito de ver que ainda há pessoas com princípios neste mundo!

Roupeiro dos vermelhos?

Carlos Martins: «Eles com o mal-estar e eu com a Taça»

Perguntam os adeptos avermelhados, "Quem é este?"

Grande par de biceps

terça-feira, 24 de março de 2009

Vota Pedro Silva

Melhor jogador CARLSBERG CUP

Pudoris Causa

O Mourinho foi doutorado honoris causa pela UTL. Não vou discutir a justiça da borla, um doutoramento honoris causa é muitas vezes polémico. Tenho dúvidas muito sérias de que ele preencha os requisitos habituais, mas, repito, não discuto. O que já me parece bastante discutível é o directo feito nos canais noticiosos portugueses, que tive oportunidade de ouvir enquanto caminhava para o oitavo dos 9 km de corrida à média de 10km/h (apenas para lembrar o ridículo das desculpas com o cansaço de atletas com metade da minha idade e dez vezes melhor preparação física, que correm a mesma distância à mesma média apenas 2 vezes por semana, quando eu o faço 4 ou 5).

Num país com uma comunicação social decente teríamos uma reportagem nos jornais da noite. Nestes arremedos de CNN à portuguesa temos um longo directo em tom (e fundo publicitário) de conferência de lançamento de jogo. Com uma diferença: nas ditas conferências os intervenientes não tentam embelezar o discurso, e portanto não lhe foge tantas vezes o pé para a asneira. Ontem foi difícil contabilizar a quantidade de erros gramaticais e de palavras usadas impropriamente nos escassos minutos em que tive pachorra para o aturar, antes de mudar para um canal noticioso a sério. Já sabíamos que o Mourinho não sabe falar inglês melhor do que um miúdo de 10 anos. Já sabíamos que o seu espanhol é sofrível. Agora sabemos que o português é lamentável.

Da vergonha na cara


Devido a outros afazeres bem mais relevantes, não pude assistir à final da Taça Hermínio, que, dizem as más línguas, se vai passar a chamar Taça Lucílio. Não posso portanto dizer que foi injusta ou não a vitória do Sport Lucílio e Baptista. Nem vou de novo bater mais nos ceguinhos que viram um dos penáltis mais inacreditáveis dos últimos anos, talvez só suplantado pelo que beneficou o mesmo clube no ano passado, e na mesma competição, contra o Estrela, e que, à semelhança do que agora aconteceu, levou o jogo ao desempate por penáltis. Ou por aquele a meio campo, marcado contra o Sporting logo na 1ª jornada da Liga Alcoolemia.

Queria apenas acrescentar dois alvitres. Primeiro, que continuo orgulhoso por o Sporting ser campo de testes para alteração às regras do jogo. Depois do teste aos golos com a mão, num célebre jogo contra o Paços, do penálti a meio campo, já este ano contra o Trofense, e dos golos que entram mas não contam porque não tocaram nas redes (mas o do Braga contou, pelos vistos desistiram do teste), temos agora nova alteração, que consiste em considerar falta jogar a bola claramente com o peito na grande área. Acho bem, porque privilegia o futebol de ataque. Esperemos é que passe a ser para todos.

O outro alvitre tem que ver com a verificação de um facto, e que é de o benfica se destacar como equipa mais beneficiada pela arbitragem, logo a seguir ao inatingível Porto.

Não me espanta, o benfica sempre foi clube amigo dos árbitros: deixou o Sporting sozinho, durante décadas, a denunciar a corrupção. Só quem tem memória de peixinho de aquário não se lembra de como clube, dirigentes e adeptos eram gozados por falarem no "sistema". Os árbitros têm pagado o apoio, e os últimos dois títulos lampiões contaram com a sua contribuição: o vergonhoso campeonato 04/05, e agora a Taça Hermínio/Lucílio. Já nem vou falar do que tem sido esta liga, onde a única ocasião em que parecem ter sido prejudicados foi prontamente compensada com uma série de benefícios, uns sem dúvida acidentais, outros descarados.

Que tenham vergonha na cara, é o que se pede a partir de agora, quando voltarem a protestar contra a arbitragem. Que se lembrem durante muitos anos como ganharam esta taça - ou melhor, como lhes foi oferecida. De qualquer forma parece que esta taça a que ninguém liga muito (mas que eu queria ter vencido, é sempre uma taça) parece fadada para lhes dar muitas alegrias: depois da vergonha da arbitragem que os salvou no ano passado, vem este ano a vergonha da arbitragem que os qualificou, e a vergonha da arbitragem que lhes deu os penáltis (o do tempo regulamentar e os outros) e a vitória. Mas vergonha é coisa que falta por aqueles lados. De um clube que tem um presidente apanhado a escolher árbitros pelo telefone e que se vem armar em virgem ofendida clamando contra a arbitragem depois de ter ridicularizado o Dias da Cunha quando este começou a denunciar com nomes o sistema que afinal sempre existe, de um clube desses espera-se tudo.

Mais lamentável do que a palhaçada arbitral desta final, porém, é o ambiente de confronto e violência que tem sido criado, e lamento profundamente que adeptos do meu clube se portem de maneira tão vergonhosa. E que a direcção não se demarque de forma clara. Entendo que pretende aproveitar e fazer o que o benfica tão habilmente tem sabido fazer, condicionar as arbitragens. Mas os fins não justificam os meios.

P.S.: vi de relance uma primeira página em que um lampião se queixa de lhes quererem tirar o brilho à vitória. A verdade é que não se pode roubar o que não existe. Não pode haver brilho numa vitória obtida nos penáltis de desempate, sobretudo quando esse desempate decorre de um erro grosseiro e escandaloso de arbitragem.

P.P.S.: já deram cópias da taça e/ou medalhas ao Lucílio e ao seu parceiro de gatunagem? Acho uma injustiça tremenda se não lhes derem nem que seja uma cópia em miniatura do troféu que tão arduamente conquistaram.

O novo reforço do Benfica!!!


Quem é vivo sempre aparece... que fique bem claro, não é penalti e o Benfica não merecia ganhar a Taça da Liga.

Dito isto, cá vai mais uma pérola do PhotoShop...


Ferrari de Setúbal


Bonita alcunha tem um dos que ajudou o Batista a decidir, e bem, a Taça da Liga. Ferrari de Setúbal.

Interessante também a "forma" como decidiu: Por percepção. A 50 metros do lance só podia ser mesmo assim. Pareceu-lhe que foi braço.

Que pena que a 15, 20 metros não lhe tenha parecido que o Ronny marcou um golo decisivo com a mão frente ao Sporting.

E, pior ainda, diz que voltava a fazer o mesmo. Ou seja, já não interessa VER os lances, agora basta ter a percepção de. Vamos continuar a levar com gajos destes no futebol?

Se isto passa a ser assim o ideal será colocar as senhoras a apitar jogos. É que elas têm o 6º sentido, logo são capazes de adivinhar com maior exactidão os lances.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Petição pela Verdade desportiva

Parece que a inscrição do luis filipe vieira, rui costa, quique flores entre outros da mesma estirpe está neste momento em Stand-by.

À lei da bola

Taça da Liga

Bem, vou tentar escrever um post a ver se não é apagado, movido, moderado ou "empurrado" para outro sítio qualquer.

Em relação à Final da Taça da Liga o que há a dizer? O pouco futebol que se tentou produzir foi completamento anulado pela dureza do jogo e repetição de faltas sem qualquer nexo... apenas a espaços se conseguiu vislumbrar jogadas dignas desse nome. Os penaltís foram interessantes e fizeram-me lembrar a elimanatória da champions entre o Roma e o Arsenal que tive a sorte de ver há pouco tempo.

Virando-me agora para a arbitragem nem sei por onde começar... talvez pelo início... temendo as entradas nos jogos fortes que o Sporting tem feito nos últimos tempos, as galinhas usaram e abusaram das faltas e entradas duras nos primeiros 15 min, sendo que o árbitro assistiu impávido e sereno dando "conversinhas" aos principais intervenientes... resultado? A partir dos 15 min os jogadores do Sporting decidiram responder na mesma moeda dando cabo do jogo logo à partida, em vez de segurar o jogo o àrbitro consegiui irritar todos os jogadores em campo culminando com uma tesoura do Moutinho sobre uma galinha já na segunda parte, coisa que ainda não o tinha visto fazer nos anitos em que já está no Sporting... o que me entristeceu... finalmente conseguiram baixar o Sporting ao nível dos adversários.

Quanto ao lance do penalti não há muito a dizer, já pratico desporto há 16 anos, tendo praticado várias modalidades, e há uma verdade universal, um erro de arbitragem é um lance faltoso que ocorreu e que o árbitro não tenha assinalado ou um lance de jogo em que o árbitro tenha aplicado um critério diferente do usado normalmente no decorrer desse mesmo campeonato.

O que Lucílio Batista fez não foi um erro de arbitragem, foi uma decisão dele, superiorizando-se à opinião do fiscal de linha, ao assinalar um penalti e expulsar um jogador  num lance em que não é possível ter vislumbrado qualquer transgressão nem ter a certeza sobre o lance como aconselha o Conselho de Arbitragem.

Para mim o que o Lucílio Batista fez até passa por normal como grande simpatizante das galinhas que sempre foi... se calhar muitos de nós em final de carreira e observando a época miserável do nosso clube e tendo uma oportunidade de os tentar safar fariamos o mesmo... só não percebo o teor das suas declaraçãoes, viu mão do jogador?! viu um movimento do Pedro Silva?! será que ele não percebeu que a sua credibilidade no futebol foi reduzida a 0? 

O mínimo que eu esperava e isso sim não seria cobardia, seria o Lucilio Batista anunciar a reforma e dizer que favoreceu as galinhas intencionalmente, o seu clube de coração... 

Mantendo esta atitude e estas declarações o Lucilio Batista apenas enaltece o que parece ser o lema das galinhas nos últimos anos, COBARDIA.

Por fim deixo os parabéns às galinhas, com este título "oficial" conseguiram acertar as contas e fazer com que o Sporting possua exactamente o DOBRO (2 x's mais) dos títulos conquistados nos últimos 13 anos de futebol nacional.

PS: Fico atentamente à espera de qual vai ser o post publicado o mais depressa possível, sem qualquer contéudo com o intuito simples de esconder as verdades.

sábado, 21 de março de 2009

Corrupção Cup

Vale bem a pena andarem 11 marmelos a jogarem melhor, a criarem hipóteses de golos, a dominarem uma equipa que apenas joga à "desportiva das aves", ou seja, em contra-ataque, porque no final aparece o Lulu a decidir. O fiscal de linha bem o avisou que nada tinha acontecido, mas a "viagem ao Brasil" falou mais alto.

Obrigado Lucílio Batista por demonstrares a podridrão que grassa no nosso futebol!

Obrigado Pedro Silva pela reacção no momento de receberes a medalha!

Pena que não tenha havido ninguém com tomates para mandar a equipa para o balneário no momento da entrega das medalhas e da taça.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Taça Algarve


Amanhã disputa-se a mítica "Taça Algarve". Será uma taça muito importante para quem a ganhar e "desvalorizada" por quem a perder.

Costuma-se dizer - na minha opinião erradamente - que quem está pior é que ganha o derby. Nesta fase as duas equipas estão tão mal que a decisão deve ir para os penalties.

Prevejo um jogo muito fechadinho, com muitas faltas, ainda por cima o jogo será apitado pelo lulu, mestre do apitar-por-tudo-e-por-nada.

quinta-feira, 19 de março de 2009

PT amiga

O mundo está em crise.
A Europa em crise está.
Portugal está nas ruas da amargura.
As empresas com a corda na garganta.
A PT diz que não vai aumentar os ordenados dos trabalhadores por causa da crise.

A PT vai "ajudar" o Boavista. Ver aqui.

As perguntas que ficam no ar são:
  • Ajudar o boavista a que propósito e com que interesses colaterais?
  • Também vão ajudar os restantes clubes portugueses com dificuldades?
  • Este dinheiro, bem como os milhares gastos na sua festa de Natal onde fretaram aviões e comboios, não seria melhor aplicado noutras áreas da empresa, nomeadamente em melhorias salariais?

Plantel de bichas...


Ao menos é assumido que além dos metro sexuais veloso, djáló & companhias o clube recreativo do campo grande pretende contratar mais bichas para o seu plantel, tal como anunciam hoje.

Bischoof
do Lat. bestiu


s. m.,
denominação comum dos animais terrestres, especialmente vermes e insectos;
pessoa feia, intratável;
espécie de jogo popular;

gír.,
estudante do Liceu;

Mil.,
aspirante, aluno do primeiro ano;

fam.,
piolho;

pop.,
cancro.
pancada de criar —: grossa pancadaria;
matar o —: desjejuar com aguardente ou outra bebida alcoólica;
— careta: indivíduo sem importância;
— -de-sete-cabeças: grande dificuldade, geralmente de foro imaginário;

fig.,
— -da-toca: pessoa bisonha, acanhada;
— da cozinha: serviçal da cozinha;
— do mato: pessoa solitária, esquiva.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Há coisas que nunca mudam

Quem será este gordo choramingas, com um cabelinho à …., calçonete acima do umbigo, e uma camisa padrão-pré-Fátima-Lopes, que mais ninguém defende senão o pai?

Quem torto nasce nem mesmo passando por Academias civilizadas se endireita

terça-feira, 17 de março de 2009

Repor a verdade

Bem sei que os objectivos já foram atingidos e que a reposição da verdade pouco interessa. Apenas o jornal "o benfica" o publicou, os mais desatentos pagaram nessa deixa, até porque interessa desviar as atenciones, mas mesmo assim aqui fica:

Comunicado do Conselho Directivo

1. O Conselho Directivo do Sporting condena veementemente a manchete publicada hoje, dia 16 de Março de 2009, no diário desportivo A Bola na medida em que divulga de forma incorrecta factos que ajudam a criar um ambiente de violência e de terror à volta do futebol do Sporting;

2. Embora sejam bem conhecidos os objectivos da linha editorial do diário desportivo A Bola a primeira página em causa revela uma conduta irresponsável que em nada dignifica quem dirige esse jornal;

3. O Conselho Directivo lamenta que seja possível o diário desportivo A Bola chegar ao ponto de fazer uma manchete deste teor mentindo dolosamente ao invocar ameaças individualizadas que não existiram, esquecendo os danos que pode causar não só nos visados mas, sobretudo, nos seus familiares directos;

segunda-feira, 16 de março de 2009

Post com bolinha vermelha

O que quer o professor dizer com isto ?

Segue mais um tetra para o bolhão

Para quem ainda tinha ilusion, a jornada deste fim de semana veio confirmar que o título já está entregue. Os corruptos venceram nas calmas a naval, o Sporting conseguiu marcar 2 golitos num jogo péssimo e os lamps perderam com o vitória por 1-0, num excelente jogo segundo palavras do quiqui.

Durante a semana, tanto festejaram as derrotas alheias, que se esqueceram do principal. É a confirmação da pequenez mental do clube.


Curiosas foram as declarações do espanhuel:
  • "Milagre sermos candidatos"
  • "Era duro no início pensar que o Benfica tinha de disputar um título ou uma final e vamos ter uma"
  • "das melhores primeiras partes da temporada"

quinta-feira, 12 de março de 2009

cheguei de férias...

fiz uns dias de férias, sem acesso a jornais, internet, rádio, televisão, ou qualquer conversa que fosse sobre futebol e tinha a conta de email cheia de piadas alusivas a um tal de número 12 (parece que judas não entrou nesta história...ou ele ou o Jesus que estava no banco do Braga em Paris para um 0-0 de esperanças).

e piadas como "
O Bayern...… Agora montou um novo sistema de som digital no seu estádio: 7.1"










Afinal de contas o que é que se passou?

Analisando esta questão, sem ter visto o jogo, acho que na realidade, os lagartos já não sabiam como puxar a saudosa conversa do 7-1, e assim como assim olha, lá vão continuando a falar do 7-1, resta saber qual :d

Premier league dominante?

Sporting's plight shows why Blatter and Platini may have a point

Sporting's plight shows why Blatter and Platini may have a point

ANY side whose palmares include 18 national titles, 19 national cups and a UEFA Cup warrants the tag "giants". When the club in question regularly boasts attendances in excess of 40,000, takes part in one of the most fiercely-contested derbies in the world and has produced some of the game's greatest players through its famed academy, there can be no question that it deserves to be treated with the utmost respect. That, though, will be in short supply for years to come after what happened last night to Sporting Clube do Portugal, (mistakenly) known in this country as Sporting Lisbon.
Humbled 7-1 in the Allianz Arena by a Bayern Munich side who are not exactly setting their own domestic championship alight, a team so average they are trailing a Hertha Berlin side whose best player is the failed Liverpool forward Andriy Voronin. That followed a 5-0 reverse in the cacophony of the Jose Alvalalde two weeks ago, for an aggregate scoreline of 12-1. 12-1 in the last 16 of the biggest club competition in world football. 12-1 in a tournament where managers constantly remind us that all the games are tough.
A catastrophe like that will take years to recover from. Paulo Bento, the coach, will no doubt leave after a disappointing season. But where do Sporting go? Portugal cannot tempt the best players, the country's clubs are all but bankrupt and attendances are nosediving. Miguel Veloso, the cultured anchorman, and schemer Joao Moutinho will be sold in the summer to finance rebuilding, with the Premier League vultures ready to swoop. Young hopefuls like Bruno Pereirinha and Adrien will follow them out of the door, if not this year then next. Another generation will come through the hallowed halls of Alcochete, the youth academy which has produced Nani, Cristiano Ronaldo, Luis Figo, Ricardo Quaresma and the forefather of them all, the magnificent Paulo Futre. Their heirs will don the green and white hoops for a couple of years, surrounded by sundry Brazilians and Eastern Europeans deemed not good enough for Europe's major leagues. Sporting will never be able to compete. They are destined to become a footnote in football's new world order.
In another world, this would not have been a eulogy for Sporting, but a paean. In another world, they would have lined up last night with Simao Sabrosa on one wing, Quaresma on the other, Veloso and Moutinho in the centre. Ronaldo would have floated behind Liedson, the Brazilian striker (as the continued inclusion of Helder Postiga and Nuno Gomes in the national team suggests, Portugal doesn't do strikers, at least not any more). Had they needed to calm things down, Luis Figo could have come on late in the game to weave his own special brand of magic. Few sides in the world, let alone Europe, would have been able to cope.
That world is a long, long way, or a global financial meltdown so complete that the gilded towers of the Premier League are affected, away. It is not just Sporting. Ajax have been plundered of all their best players. PSV, Feyenoord, Panathinaikos, Steaua Bucharest, Red Star, Sparta Prague, Benfica, Porto, Anderlecht, Marseille have all gone. The exotic names that used to make Europe so exciting, so unknown, have all fallen on the altar of football's unabashed capitalism. They are now feeder clubs, either officially or unofficially, of their young players to the cash-rich teams on our shores or sides so irrelevant that third-rate footballers ply their trade in some of the cathedrals of the game.
They cannot be saved, at least not in the foreseeable future. Even Porto, the last club to make a stand under their Cochise, Jose Mourinho, were stripped of all their best players and their manager within about 15 minutes of beating Monaco in the 2004 Champions League final. But the virus is spreading, claiming new victims. Real Madrid were humiliated at Anfield with the likes of Julien Faubert, Gabriel Heinze and Lassana Diarra in their squad. Even the most famous name in European football, the biggest club in the world, is feeding on the Premier League's scraps.
There are those who see that as a good thing, see the dominant position of the Premier League almost as affirmation of England's footballing primacy. It's our ball, after all. But such an attitude is perilously small-minded. Without competition in the Champions League, the TV money will dry up as European broadcasters decide they're not that bothered about showing English teams winning things. But there is more than a financial imperative here, there is a moral one. After all, is making sure we don't take football from the world as generous as giving it out in the first place?
*********************************************
ON another note - Iker Casillas was superb at Anfield. That much is obvious. But what you may not have seen was the world's best goalkeeper leaving the pitch in tears, but only after he had shaken hands with every single Liverpool player. As the front cover of the Spanish newspaper As reads today: "Iker, you didn't deserve that."

Será que até o Real Madrid se está a alimentar dos restos da Premier League, dá que pensar não?!

Cumprimentos

12 tá na moda?

Já que parece que o número 12 tá na moda tive a observar os últimos 12 anos de Futebol em Portugal, e dá para tirar umas conclusões interessantes:

Taça Campeonato Super-taça
96/97 BOAVISTA PORTO BOAVISTA
97/98 PORTO PORTO PORTO
98/99 BEIRA-MAR PORTO PORTO
99/00 PORTO SPORTING SPORTING
00/01 PORTO BOAVISTA PORTO
01/02 SPORTING SPORTING SPORTING
02/03 PORTO PORTO PORTO
03/04 BENFICA PORTO PORTO
04/05 SETUBAL BENFICA BENFICA
05/06 PORTO PORTO PORTO
06/07 SPORTING PORTO SPORTING
07/08   SPORTING PORTO SPORTING


Somatório:
PORTO 5 PORTO 8 PORTO 6
SPORTING 3 SPORTING 2   SPORTING 4
BOAVISTA 1 BENFICA 1 BENFICA  1
BEIRA-MAR 1 BOAVISTA 1 BOAVISTA 1
SETUBAL 1
BENFICA 1
1 Champions PORTO
1 UEFA PORTO
1 Final da UEFA Sporting


Ou seja em 12 anos, as galinhas ganharam 3 competições... tantas como o Boavista, não estavam na segunda?!

Ora a pergunta do dia é mesmo... Existe um terceiro grande em Portugal?
É que para além do Sporting e Porto, só vejo um punhado de equipas que de vez em quando
lá fazem um brilharete mas sem qualquer regularidade... enfim... é a tristeza do nosso futebol.

Cumprimentos.


quarta-feira, 11 de março de 2009

5p0r71ng


Mau de mais

Ontem foi tudo mau de mais.

A administração começou por falhar ao não recambiar imediatamente Miguel Veloso para casa após as declarações deste à partida para Munique.
O treinador voltou a falhar de uma forma patética. Mudar novamente 6 ou 7 jogadores, não transmitir uma mentalidade guerreira na equipa, não ter pulso na equipa para que não acontecesse aquela vergonha. Perdeu o Norte.
Quase todos os jogadores portaram-se de uma forma vergonhosa. Apáticos, com medo, sem fibra. Salvou-se um ou outro, como por exemplo o João, o Adrien e o Derlei, mas apenas pelo que lutaram. Porque futebolisticamente foi ao nível de uma equipa da Mongólia.

Mau! Muito mau!

Mas o pior de tudo é que vai ser mais um final de época penoso, e ao fim e ao cabo, ficará tudo na mesma e para o ano vamos ter mais do mesmo:
  • Troca-se o Soares Franco por um gestor qualquer indicado pelo bes, com um apelido com 2 LL ou 2 TT.
  • Vende-se o que ainda faltar para vender.
  • Troca-se o Paulo Bento por outro aprendiz de treinador qualquer e diz-se que vamos apostar na juventude e tal.
  • Vendem-se os melhores jogadores e compramos tiuis, purovics e afins.
E os títulos são apenas miragens para os sportinguistas.

terça-feira, 10 de março de 2009

Desviar atenções

Numa altura em que tanto se fala - e justamente - dos salários em atraso no futebol profissional, o presidente da Liga anunciou ontem que quem não tiver os ordenados em dia não pode participar no próximo campeonato.
Isto é muito bonito mas é "para a fotografia" porque é uma medida que ainda terá de ser aprovada pelos presidentes de clubes, que são os mesmos que não pagam aos seus empregados. Está-se mesmo a ver o resultado final.

Ou votarão NÃO ou irão adiar a entrada em vigor uma ou duas épocas.

PS : Por falar em desvio de atenções, também o fiz sobre os assuntos do dia : Miguel Veloso e jogo com o munchen :)

segunda-feira, 9 de março de 2009

O Rui Silva é do SPORTING!

Rui Silva acabou de se sagrar campeão europeu dos 1500 metros de pista coberta. O atleta português e do SPORTING venceu pela 3ª vez este título.
Devem ter reparado no realce dada à palavra Sporting. E isto porquê? Porque nos jornais desportivos ( a bola, record e maisfutebol ) em nenhum artigo fazem referência a esse facto. Apenas o jogo faz essa referência. Porque será?

Até poderia ser um facto normal, já que os atletas estão em representação de Portugal. Será mesmo por causa disso?

Nesta pesquisa que efectuei encontrei uma situação que me leva a pensar o contrário. Ora reparem. Antes de assinar pelo benfica, para o record e bola, Vanessa Fernandes era uma atleta portuguesa. Após 2006, passou a ser noticiada como atleta do benfica. Ora vejam aqui, aqui e aqui.

Critérios...

Já agora a outra atleta portuguesa, Sara Moreira, que ganhou uma medalha é do Maratona

Soares Dias

O sr. árbitro que apitou o Sporting-Paços de Ferreira, foi o mesmo do Naval-Sporting e do Nacional-Sporting.

Nos 3 jogos teve exibições coerentes. Conseguiu mostrar um amarelo ao Rui Patrício aos 36! minutos por, supostamente, estar a empatar tempo. Aos 36 minutos...
Na Choupana "viu" uma falta inexistente do abel sobre o nene.
Ontem não viu a agressão sobre o Vukcevic e um penalty logo aos 2 minutos.

Coerente este árbitro . Prejudica sempre o mesmo.

segunda-feira, 2 de março de 2009

A vergonha da nossa cara

O peixe morre pela boca, diz o povo, e a verdade é que eu tenho vindo a morrer devagarinho pela dita. Não que ande a abusar de gorduras, ou outros actos suicidas, mas porque os meus caros consócios e restantes simpatizantes (?) do Sporting, por um lado, e os lampiões, por outro, me têm obrigado, nos últimos tempos, a ir moderando o meu orgulho na massa simpatizante leonina, conhecida em tempos pela sua dedicação, desportivismo e sobretudo civilidade.

Pior do que isso, os adeptos lampiões, tradicionalmente arruaceiros e pouco apoiantes (com 6 milhões não conseguem ter médias de assistência dignas no estádio?), parecem ter começado a emergir do seu limbo, e ultimamente têm dado provas de uma dedicação nos maus momentos que não lhes conhecia (talvez o hábito dos maus resultados os tenha amolecido). Sintoma disso tem sido a reacção após ou durante maus resultados e piores exibições. Lembro-me dos aplausos entusiásticos no final da derrota em casa contra o todo poderoso Metalist, após uma exibição lamentável, e do apoio ensurdecedor no final do último dérbi, quando os jogadores e o Rui Costa regressaram ao relvado, depois de uma 2ª parte em que pareciam uma equipa da 2ª liga, e só não sairam com uma goleada histórica por manifesta vaca leiteira. Quem ouviu a reportagem final do jogo na Antena 1 sabe do que falo.

Por muito que me custe admiti-lo (por outro lado já tenho assunto para encher as próximas consultas de psicoterapia), são estes os bons, os verdadeiros adeptos, os que estão com a equipa nos bons, mas sobretudo nos maus momentos.

E é por isso que me envergonho, lamento e compenso nos antidepressivos, quando vejo alegados adeptos sportinguistas que ostentam tarjas a insultar os jogadores do clube que supostamente apoiam. Mais ainda num jogo decisivo, na casa do principal rival dos últimos anos. Há coisas que não se entendem, e eu, que até me dedico a tentar entender línguas mortas e gatafunhos de notários seiscentistas apressados, não consigo mesmo entender esta.

Esses adeptos (certamente lampiões infiltrados), esses sim, esses são a vergonha da nossa cara.

domingo, 1 de março de 2009

Integrado ma non troppo

Mostrando uma cada vez maior integração no espírito e mística morcões, o Hulk solicita que não lhe assinalem faltas, que o deixem impor a sua força à vontade. Não percebo o motivo de tanta preocupação: o exemplo do seu colega Bruno Alves, que noutro país já teria sido julgado várias vezes por homicídio na forma tentada mas que tem um cadastro quase imaculado no que respeita a cartões, devia já ter-lhe mostrado que se trata de ter paciência e ganhar estatuto. Depois poderá fazer as tropelias que bem entender, que sairá impune, e com sorte até é chamado para dar conferências sobre fair-play.