segunda-feira, 21 de novembro de 2005

Um empate e nada mais

O esperado desafio entre Corinthians vs. Internacional pela 40ª jornada do campeonato brasileiro 2005, acabou 1-1. Melhor para o Corinthians que segue na frente com 3 pontos de vantagem ao Internacional.

Na primeira parte o Corinthians jogou melhor e apesar das inúmeras chances de marcar, fez somente um gol. Carlitos Tevez marcou aos 37 minutos. Rafael Sóbis marcou para o Internacional aos 49 minutos e a segunda parte o Internacional teve as ações do jogo. Os jogadores do Corinthians lamentaram o resultado, mas enalteceram a real chance de ganhar o campeonato na próxima jornada. O Internacional reclamou de um erro do árbitro Márcio Rezende de Freitas, que não marcou uma grande penalidade e na mesma jogada expulsou o médio Tinga por considerar que o jogador simulou a falta.

Na próxima jornada se o Corinthians vencer a Ponte Preta e Internacional não ganhar do Palmeiras, o campeão brasileiro será o Todo Poderoso Timão!

3 comentários:

Deepdream disse...

Em primeiro como admnistrador da Tasca do Lagarto, agradeço a visita de que fomos alvos por parte do sete a um, sem sombra de duvida o melhor nick que já vi na blogsfera ...
Em segundo lugar agradecer o link posto em grande destaque no vosso blog ...
Em terceiro denoto que este blog não deve ser só elementos do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, mas que tem alguns elementos facilmente identificaveis com tão grande instituição ...
Posto isto, passo a comentar o vosso blog e não o ultimo post onde escrevo ...
O blog é recente e parece desde já ter um potencial extraordinário, quero também aqui dizer que o dificil não é começar, mas sim manter um nivel de qualidade e quantidade para manter fieis os amigos visitantes ...
Posto isto,digo que serão de imediato linkados em dois blogs, na Tasca do Lagarto e no Artedemaldizer ...
Um desejo forte e profundo de boa sorte ...

Miguel disse...

Bons posts, boa sorte. ;) Ligação no Sector segur dentro de momentos.

Sportinguista disse...

Obrigado pelos elogios. São recíprocos.