quinta-feira, 19 de novembro de 2009

E o burro é ele?

Não sou fã do Queiroz (do seleccionador, dos escritores sim), mas, como é público, era ainda menos fã do Scolari. A fase de qualificação foi mazinha, é verdade. Mas, num exercício que faz lembrar o da reescrita de notícias de "1984", os saudosistas da Sr.ª do Caravaggio esquecem-se da igualmente sofrida última campanha de qualificação para o Euro'08. Igualmente? Talvez esteja a ser injusto. Para '08, onde acabámos igualmente em 2.º, lugar garantido igualmente no último jogo, os portentos com que tivemos de lutar eram a extraordinária Finlândia e a terrível Polónia. Agora os adversários eram uma ex-campeã europeia, a Dinamarca, e uma selecção que tradicionalmente nos ganha quase sempre, e que está quase sempre em fases finais (mais do que nós), a Suécia. Não é que eu ache que não tivéssemos obrigação de ainda assim ficar em 1.º. Mas, convenhamos, não foi muito diferente das qualificações da Sr.ª do Caravaggio. Tirando talvez o facto de se ter visto algum bom futebol, desta vez, e de, tirando o jogo de Sábado, a sorte nos ter sempre fugido. Ah, sim, e há outra diferença: o Ronaldo desta vez não fez, na prática, a fase de qualificação.

1 comentário:

Aquila Magna disse...

Subscrevo!
Nos poucos jogos em que participou, o CR7 esteve "ausente". Mas ele já disse que iria marcar no Mundial!
Apesar de não sermos cabeças-de-série, já temos com que nos entreter para o ano! :-)